sexta-feira, 12 de abril de 2013

É HEDGE OU NÃO?


Alguns colegas vivem me perguntando se o "hedge" na verdade não seria apenas "trades com o indice". Para perceber que NÃO, é preciso entender o método a fundo, pois existem muitos conceitos complexos.

Minha didática não é das melhores e é muito difícil vermos esses conceitos abertos ao público em geral, então reproduzo aqui excelente matéria da Infomoney.

"Qual é a deles?

Os investidores estrangeiros já colocaram na bolsa este ano R$7,3 bilhões, de acordo com dados divulgados pela Bovespa. Ao mesmo tempo, o índice Ibovespa apresenta uma queda de 10% ao longo do ano

Por Rossano Oltramari  10h44 | 28-03-2013

Os investidores estrangeiros já colocaram na bolsa este ano R$7,3 bilhões, de acordo com dados divulgados pela Bovespa. Ao mesmo tempo, o índice Ibovespa apresenta uma queda de 10% ao longo do ano. Fazendo uma análise simples, poderíamos concluir que os investidores estrangeiros estão com o “pé trocado” no mercado, acumulando prejuízos ao longo do ano.
Porém, ao nos depararmos com a informação abaixo, tudo muda de lugar. Os investidores estrangeiros são os maiores vendedores de contratos futuros do Ibovespa na BM&F, em um movimento claro de aposta na queda futura do Ibovespa.
























Qual é a lógica disso? Pessoal, esta é uma operação clássica no mercado, muito utilizada por investidores mais sofisticados, no qual se faz uma posição “comprada” no mercado a vista de ações e, ao mesmo tempo, uma posição “vendida” no mercado futuro. Esta é uma operação na qual o investidor fica “travado” no mercado e ganha a taxa de juros embutida entre o preço a vista e o preço futuro.  Para conceituar o preço futuro, podemos dizer que o preço futuro é o preço a vista mais uma taxa de juros até o vencimento.
Portanto, se você está “travado”, você não ganhará nem com a alta e nem com a baixa, mas ganhará a taxa de juros que está embutida entre o preço a vista e o preço futuro.
Esta é a minha interpretação do movimento que o investidor estrangeiro está fazendo na BM&FBovespa em 2013. Até segunda ordem, estão travados."
-----------------------------------------------------------------------------------------------


Isso nada mais é que ARBITRAGEM falada algumas vezes ao longo dos posts e artigos.

Vejo muita sardinha xingando os gringos nos foruns, dizendo que estão batendo muito no indice, etc... Deveríamos é agradecê-los!
Na minha opinião os gringos que ainda estão comprados ou comprando nossas ações o estão fazendo por considerarem que estão baratas e não querem perder a oportunidade. Porém consideram o risco sistêmico ainda muito alto, então ficam "travados" ou "hedgeados" com o INDFUT.

Quando seus analistas acharem que temos condições econômicas melhores vão recomendar que "destravem" as carteiras e ficarão direcionais (comprados nas ações).

O que faço e tento passar pelo blog é que com carteiras menores é possível ficar no HEDGE DIRECIONAL utilizando análise gráfica pra pegar os movimentos mais curtos do mercado. Então a única diferença é a frequência do entra e sai no HEDGE. Simples assim!
Ao alternarmos os momentos entre travado e destravado é como se estivéssemos "treidando"com  carteira inteira.


Esse método mais conservador do artigo acima o mercado chama de HEDGE. Aqui no blog pra distinguir eu chamo de HEDGE NÃO DIRECIONAL. Esse assunto foi explorado no post RENTABILIDADE ESPERADA de JAN/2012 e vários comentários do colega Diferias no mesmo post e também nos comentários do post BOVA11 X MINI de Mai/2012.


Atualizando as contas:
- pelo último contrato (INDJ13) nos primeiro dias de negociação significativa tivemos SPREAD = 550 pts (por contrato de dois meses),
- INDICE cotado a 55.000 pts, logo,
- 550pts / 55.000pts * 100 = 1% em dois meses ou 0,5% ao mês. 










... 




* ATENÇÃO quanto a forma não direcional:
Muitos investidores me procuraram querendo saber mais sobre essa técnica mais conservadora NÃO DIRECIONAL, então acho bom dar um alerta: eu só a estudei a fundo na forma que usaria o "hedge perfeito", aquele feito comprando o IBOV inteiro ou BOVA11 e vendendo o mini ou o indice cheio. Nesse caso posso afirmar que a prática representa a bem a teoria.
O motivo é simples: nesses dois casos o Beta da carteira será sempre e invariavelmente 1 e o hedge é perfeito (quase...) porque o derivativo utilizado na ponta vendida é derivado dele mesmo.

Mas com a carteira de longo prazo bem selecionada eu só fiz algumas observações sem validade estatística. Nesse caso sempre haverá aquele risco do BETA CALCULADO X BETA REAL. E como já sabem eu prefiro a forma mais ativa de condução e não vou gastar mais tempo estudando a forma conservadora.
Então se quiserem fazer estudem bastante, testem exaustivamente antes de começarem e compartilhem as informações conosco.

SDS



////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
Complemento feito em 23/out/2013:
Da página da BMF&Bovespa sobre derivativos:

Financeiros

Derivativos Financeiros: para quem busca proteção
Os derivativos financeiros são utilizados por pessoas e empresas que pretendam se proteger do risco das oscilações de câmbio, juros e índices, entre outros. Alguns negócios estão expostos a variações cambiais, e é preciso se proteger com estratégias de hedge utilizando contratos futuros de taxa de câmbio. O mesmo é valido para empresas expostas a variações nas taxas de juros, que podem se proteger com contratos futuros de DI; e as expostas a inflação, que podem se proteger com contratos futuros de índices de inflação.

////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////





24 comentários:

  1. Rocky, na verdade depois de ler esta materia do Rossano que eu começei a dar uma fuçada sobre o assunto e acabei conhecendo seu blog.

    Quanto à matéria, o que pareçe algo ruim para a bovespa ( estrageiros super vendidos no indice futuro ) na verdade acredito que seja algo muito bom por que se ao invés de travarem as posições eles resolvessem sair do mercado, aí sim a bolsa iria para 40 mil pontos, mas entendo mesmo como um sinal de que os gringos acreditam que os preços das ações estão justos e que num futuro proximo a coisa pode melhorar então mantem as posições no mercado a vista, e protegem no curto prazo com contratos futuros, incluisive aumentando as posições caso a bolsa caia no curto prazo, exatamente a mesma estratégia do seu método, apesar de diferenciar um pouco por que você além do hedge, alavanca um pouco na venda do indice quando não ajusta pelo beta da carteira, apesar de o beta não garantir um hedge perfeito, então acabamos treidando um pouquinho no indice, mas acredito que tendo como referência a propria carteira, acaba nos mantendo proximos de uma alavancagem pequena, sem exageros, gestão de risco me parece se manter mais controlada, justamente por que temos essa referência, já quem apenas 'faz trades' com indice, acaba aumentando o tamanho das posições sem motivo, acaba cada vez mais diminuindo o tempo grafico para tentar minimizar os stops, e quando vai perceber esta fazendo day-trade tudo de novo, tentando 'pegar' o mercado.
    Então acredito que para carteira pequena, por exemplo, 200 BOVA11 x 1 MINI, seja mais para 'aprender' o método e o time do hedge, para mais pra frente montar a carteira completa, e aproveitar de todas as vantagens ( dividendos + juros da rolagem + recompras periodicas com preços menores nas quedas). O método com volumes maiores com BOVA11 acredito que não traz mais beneficios do que manter o dinheiro no TESOURO e seguir o metodo do hedge sendo que quando der compra voce pode ficar comprado no índice e vice-versa.
    Resumindo acredito que as duas opções são válidas, mas a longo prazo o mais inteligente é realmente o método do Rocky.
    Parabéns.
    Um Abraço,
    Nelson Derencius

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por mais esta participação Nelson.
      Em um parágrafo você definiu porque o método funcionou perfeitamente pra mim na questão mental e está funcionando para vários colegas que mantiveram contato:

      "acredito que TENDO COMO REFERÊNCIA A PRÓPRIA CARTEIRA, acaba nos mantendo próximos de uma alavancagem pequena, sem exageros, gestão de risco me parece se manter mais controlada, justamente por que temos essa referência, já quem apenas 'faz trades' com indice, acaba aumentando o tamanho das posições sem motivo, acaba cada vez mais diminuindo o tempo grafico para tentar minimizar os stops, e quando vai perceber esta fazendo day-trade tudo de novo, tentando 'pegar' o mercado."


      Você descreveu direitinho o problema da tentação da alavancagem. Já me pegou, já perdi muita grana e recuperei.
      Com o blog pude conhecer muitos trades ou investidores por e-mail, redes sociais e pessoalmente. E qualquer semelhança NÃO É mera coincidência. Somo todos humanos e pensamos de forma muito semelhante.

      Então se o cara focar na carteira e mantê-la como referência, e conduzir de forma "simples" com o hedge, verá logo um resultado interessante e fica mais fácil fugir da tentação.

      SDS

      Excluir
  2. Muito bom Rocky... Sempre acompanho as atualizações do blog... Demorei pra aceitar, mas hj faço hedge da carteira... Cheguei a conclusão de que não compensa comprar fundo (IR, taxa administração, dividendos)... Abraço, Bernardo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Blz Bernardo! Continua conduzindo pelo semanal? Se possível compartilhe sua experiência conosco.

      SDS

      Excluir
  3. E aí Rocky como anda a rentabilidade anual com o fechamento do mês de abril?
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve! No fechamento de Abril a carteira TPQ estava com valorização de 12,8% em 2013 e 93,6% desde seu início em 2012.

      Com esse mercadão lateral está difícil buscar a meta de 50% ao ano, mas ainda tem gordura pra queimar, e quem sabe acelera... pra cima ou pra baixo, mas tem que acelerar e fazer umas pernas mais longas pra gente conseguir tirar proveito.

      SDS

      Excluir
    2. Faltou dizer uma coisa muito importante mas já ficou comum toda vez que falo em rentabilidade: SEM ALAVANCAGEM, SEM RISCOS ABSURDOS, sem deixar metade do lucro pro sistema na forma de corretagens, conseguindo manter a ideia de ser sócio das maiores e melhor administradas empresas do país, mesmo nas quedas fortes do mercado.

      SDS

      Excluir
  4. Rocky,

    como faço para entender melhor este seu método?
    Você ainda está fazendo as operações pelo twitter?

    Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi nunes!

      O método está bem explicado no conteúdo do blog, tentei organizar os posts em uma sequência didática.

      Para a condução pelo hedge direcional é necessário escolher um setup adequado com o seu perfil, eu utilizo o gráfico de 60´ com o setup dos envelopes de 72.
      Postava as entradas e saídas no twitter durante 2012 mais para fins comprobatórios, agora só comento quando os colegas perguntam.

      Qualquer dúvida pergunte novamente. Obrigado por participar.

      SDS

      Excluir
    2. Rocky:
      Estou analisando seus blogs há pouco tempo. No entanto, vejo que voce propõe um processo seguro para trabalhar na Bolsa sem o stress excessivo do daytrade, swingtrade e de outras tantas estratégias ativas.
      Onde consigo explicação detalhada sobre o Setup dos envelopes que voce cita? Tem a ver com Bandas de Bollinger? Utilizo o XPPRO e seus gráficos, mas não tenho idéia de como montar o setup. Voce pode me ajudar?

      Grande abraço.

      Sergio

      Excluir
    3. Oi Sergio. Seja bem vindo!
      A proposta é essa mesmo, e permite investimentos em grandes empresas com muita tranquilidade, mesmo e principalmente nas crises sistêmicas.
      O setup está descrito no post HEDGE DIRECIONAL de 8/jan/2012.
      Não consegui colocar envelopes no XPPro, vou verificar com um amigo que entende bastante dele. Nos falamos por aqui.

      Abraço

      Rocky

      Excluir
    4. Grato pela resposta. Vou aguardar a informação acompanhando por este Post. Além disso gostaria de saber, onde ou como eu poderia acompanhar suas operações? Entendo que caso voce tenha posição BOVA11 travada com minindice,eu poderia usar como referencia. É possível ou estou falando besteira?

      Grande abraço.

      Sergio

      Excluir
    5. Rocky: Paralelamente, posso pesquisar com a própria XP. O que devo pedir para eles? Que tipo de envelope? porcentual, absoluto?. Gostaria da sua ajuda, para fazer a pergunta bem objetiva para eles.
      Grande abraço.
      Sergio

      Excluir
    6. Oi Sergio!
      Consegui a informação sobre o XPPro, dá pra colocar os envelopes, basta ir em: ESTUDOS - BANDA - ENVELOPE - e preencher os detalhes:
      - Fonte: IBOV.Fech
      - Períodos 72
      - Deslocar 3 (para os envelopes extremos +3% e -3% que utilizo como ref. para encerrar contra-tendência)
      - MA Tipo: exponencial
      - adicionar também a EMA 72, obviamente.

      Como utilizo o setup está lá no post HEDGE DIRECIONAL de 08/jan/2012.

      Por todo 2012 eu publiquei previamente no tweeter todas as entradas e saídas do hedge e alterações da carteira. O motivo era para fins comprobatórios pois sabia que o método chamaria a atenção. Mas estão lá pra quem quiser aprender mais sobre o setup.

      * na verdade parei de postar em 25/Set/12 quando a carteira TPQ bateu nos 50% e fui me dedicar a outros projetos.

      Não tenho interesse em ninguém seguindo minhas entradas e saídas, acredito que cada um deva escolher ou até mesmo desenvolver um setup que lhe de confiança. E acredite: o setup é o que menos importa, antes tem uma série de conceitos como vc deve ter lido em outros posts.

      Sobre os BOVA11 de uma olhada nos posts de 04 e 08 de maio (em alguns outros também quando falo em rebalancear o financeiro) que isso foi bem discutido e explicado.

      Abraço e obrigado pela participação.

      Excluir
    7. Rocky: Agradeço muito a sua ajuda. Coloquei o envelope no gráfico e hoje na abertura já pude ver que os preços entraram na banda inferior(-3) em direção à média. Liberei 50% do Hedge e vou aguardar mais um pouco para liberar o resto. Vou estudar mais seus posts para voltar com perguntas mais focadas.
      Grande abraço.
      Sergio

      Excluir
  5. Rocky, você calcula a quantidade de pontos que os teus setups fazem? eu não consigo operar intradia e estou buscando um setup diário. Um Hilo de 12 eu teria conseguido neste ano 6600 pontos na venda por contrato até hoje. Gostaria de comparar com o teu setup para saber se essa quantidade neste ano é um numero bom.

    abraço
    Leandro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Leandro!
      EM 2012 o setup dos envelopes no 60' só na venda pra hedge deu 23k pts e agora em 2013 está com 16k. Com o mercado congestionado assim dá uma diferença grande mesmo entre intraday e DIario.

      No ano passado que tivemos movimentos mais longos, pelo Diario com FF/FD nas Bandas e MMA20 foi quase igual, se não melhor que os envelopes no 60'. Muito bom pra quem pode olhar no final do dia.

      Existem outras opções pra quem quer utilizar os 60' mas não pode devido a sua atividade principal, que são utilizar seu assessor através de um setup bem objetivo ou automação com softwares como o GrapherOC.
      Ainda estou estudando mas deve trazer uma tranquilidade maior pra todos nós.

      Abraço e obrigado por participar.

      Rocky

      Excluir
  6. Rocky,
    te incomodando de novo...eu sempre acreditei neste método (boas empresas com vendas de índice), porém nunca consegui um setup realmente bom como o teu e adaptado para o meu dia-a-dia. então continuo tentando...
    mas voltando ao que eu queria perguntar...tu vai comprando bova11(ou outro papel/indice) conforme vai entrando ajuste positivo nas vendas do índice?

    abraço!
    Leandro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Leandro! Incômodo nenhum. Mas você precisa acreditar que o setup é o que menos conta para o sucesso do método, a disciplina para segui-lo sim, é fundamental.

      Pelo Diario eu gosto muito das Bandas de Bollinger, com a MMA20, e com AT clássica com candles de reversão, suportes e resistências. E dá pra olhar só no final do dia.

      Numa boa pernada de queda conforme os ajustes vão entrando eu fico aguardando com eles na conta. Na hora que percebo um sinal para encerrar o hedge eu faço o rebalanceamento ao mesmo tempo, zerando os mini e comprando mais ativos. E se não tiver nada interessante dando compra daqueles ativos da minha lista eu vou de BOVA11 mesmo

      Excluir
  7. Salve!

    Sobre a pergunta no título do post: É HEDGE OU NÃO?. Acho que acaba dando na mesma e cada um pode chamar do que quiser como o amigo disse.

    Porém acredito que ao chamar de TRADES alguns colegas estão deixando de estudar melhor o sistema por puro PRECONCEITO com a palavra. Tenho visto vários comentários assim em outros blogs.

    Colegas investidores adeptos do buy-and-hold e escaldado pelos TRADES da forma como o "sistema" nos enfia guela abaixo. E que não querem nem ouvir esta palavra.
    Então acredito que aqueles que ainda não entenderam direito a ciência por trás do método vão deixar de empregar uma maneira muito eficiente de melhorar seu desempenho na bolsa.

    Rocky: talvez você tenha tido uma facilidade maior por ter vindo da área do agronegócio. Sobre isso este video é muito bom pra desmistificar um pouco esta questão do HEDGE: http://youtu.be/ikWIKYv87E4

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sérgio!
      Obrigado pela contribuição e pelo link. Pra quem se interessar ainda tem as partes 2 e 3 lá no youtube, no mesmo canal do primeiro.

      Realmente ter vindo do agronegócio me ajudou bastante a ter esta visão de proteção e a partir dela estudar como travar uma carteira de ações de boas empresas. Como protegê-la do risco sistêmico e tentar anular a sorte e azar como disse o cara do video.

      Além dessa questão da formação profissional acho que o colega Nelson resumiu no primeiro comentário do post acima porque o método tem dado tão certo pra mim:

      " mas acredito que tendo como referência a propria carteira, acaba nos mantendo proximos de uma alavancagem pequena, sem exageros, gestão de risco me parece se manter mais controlada, justamente por que temos essa referência, já quem apenas 'faz trades' com indice, acaba aumentando o tamanho das posições sem motivo, acaba cada vez mais diminuindo o tempo grafico para tentar minimizar os stops, e quando vai perceber esta fazendo day-trade tudo de novo, tentando 'pegar' o mercado."

      É isso aí!

      Uma pena caso alguns investidores não estudem um método vencedor somente pro achar que é TRADE, pior pra eles não?

      Já tive uma fase de tentar convencer a todos, ficava empolgado ao falar do método, compartilhando essa forma de aumentar muito mais rápido nosso patrimônio com risco controlado.
      Mas depois percebi que a gente tem que se encaixar com o método primeiro. Fui acompanhando o desempenho de alguns colegas e fiquei surpreso que muito poucos estão tendo sucesso. Quase todos por indisciplina, mas que está difícil pra me acompanhar, está.

      Como disse o colega Leandro no post de 06/set/2013:
      "para cada pé existe um sapato".

      Mas quem não se interessa que seja por não se encaixar com o método, e não somente por uma questão de nomenclatura, por acharem que sejam apenas trades com o indice. Isso é pré-conceito na origem da palavra...

      SDS

      Excluir
    2. É mesmo Rocky!
      Eu também já tive um entusiasmo quase juvenil tentando convencer os amigos que era possível fazer 50% ao ano com carteira LP, sem alavancagem.
      Mas todos me olhavam com aquela cara: "xíiii vai quebrar!"... rsrsrsrs

      Uma pergunta pra eles: venda coberta é TRADE ou remuneração a carteira?

      Só que não!...

      Muito obrigado mais uma vez por todo conhecimento compartilhado nesses 2 anos.

      Abs

      Excluir
  8. Salve!
    O colega c4rioc4 postou um comentário no post SUCESSO de 16/set/2013 que acho interessante reproduzir aqui neste post, segue abaixo:

    c4rioc4 em 30/nov/2013 as 18:57:

    "Boa noite a todos.

    O rocky que me corrija, mas pra um melhor entendimento, no limite, podemos considerar a parte referente à venda de índice como algo "paralelo" à estratégia do método inteiro. "Paralelo" num primeiro momento, já que na verdade é complementar e indispensável por 2 principais e excelentes motivos.

    Não fosse o risco sistêmico, nossa carteira bem montada tenderia sempre a ficar ou estagnada no mesmo patamar/valor por um pequeno tempo, ou sempre se valorizando com o passar do mesmo, já que estamos considerando uma carteira bem montada com algumas das melhores empresas.
    Mas veja o "pequeno" porém desse raciocínio: "não fosse o risco sistêmico..."

    Como o risco sistêmico existe e pode dar o ar da graça a qualquer momento, este é o primeiro principal motivo da venda do índice na estratégia, e é aqui que ela se torna tão indispensável: proteger a carteira do risco sistêmico, já que o risco não sistêmico é minimizado com a diversificação.

    Acontece que ninguém sabe quando esse risco sistêmico vai iniciar e fazer jus ao termo, então com a sistemática de um setup, entram as vendas no índice com o objetivo de proteção, e se esse setup for razoavelmente eficiente, dá pra usar esse lucro na própria carteira, com realocação. É o segundo grande motivo.

    De forma que a técnica é como um simples fundamentalista que faz outros trades paralelos utilizando AT, só que nesse caso, esses trades são de grande importância, principalmente no período em que o 'risco sistêmico' fizer jus ao termo. Nesse dia, será mais fácil entender como as técnicas se complementam...

    Achei melhor interpretar assim, porque se for pensar só em betas, a dúvida vai ser constante. E com razão, já que o beta é relativo a correlações passadas - e muito passadas, coisa de anos - e ainda é uma variável dinâmica. Mesmo assim usá-lo como parâmetro na quantidade de índices vendidos é genial."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alinahdo ocm outros comentários do colega vettel, segue minha resposta:

      "O resumo sobre risco ficou perfeito. E também concordo com essa visão de ver, no limite, a venda no indice como algo paralelo. Assim fica mais didático.

      Pra quem é holder convicto e tem aversão a AT fica mais fácil entender ou "aceitar" o método, principalmente quando digo que conduzo pelos 60´...
      Já me perguntaram várias vezes como posso chamar de hedge um sistema que pode dar entrada e saída num mesmo dia??? Hedge day-trade nunca vi me disseram alguns...rs
      Ou ainda, que sistema é esse em que o risco sistêmico está existente as 10:00 da manhã e já foi dissipado (ou amenizado) as 17:00?
      A grande diferença para os trades comuns é que ao utilizarmos o derivativo na ponta vendida só uma parte dos stops atrapalha, a outra parte saímos no 0x0.

      Na prática não muda nada mas muda o modo de enxergar a operação. Tem alguns colegas torcendo o nariz só por causa de nomenclatura. E acho uma pena que fiquem de fora só pro causa disso. Vou copiar seu texto naquela postagem: É HEDGE OU NÃO.

      Obrigado pela participação."

      SDS

      Excluir